3.07.2007

Sentido da Vida

As pessoas não costumam pensar muito sobre o sentido da vida, principalmente na juventude.Como resultado, elas passam longos anos fazendo coisas que, mais tarde, perceberão que não tiveram a minima importancia, nenhum significado. Nem para elas, nem para ninguém. Se quiser se diferenciar da maioria das pessoas e trilhar rapidamente o cami­nho do desenvolvimento pessoal, o que você precisa fazer é viver cada momento da melhor forma possível. Mas você não compreenderá isso até decidir ter um propósito de vida - e até que o coloque em prática. Ou seja, só poderá descobrir como chegar quando decidir aonde vai.
>> ok, vc tem um propósito e sabe o que quer, mas vc não precisa sair por ai para realiza-lo. Que tal buscar em seu suprimento cósmico? É como se dentro de vc tivesse uma livraria, e lá tem todos os livros lidos e não lidos.... os que foram escritos e os que ainda vão ser...... esta tudo lá.....vc simplesmente vai na estante e pega o livro que quer ler ( experienciar )
Um dia um homem parou o carro numa esquina e abordou uma pessoa de aparência amistosa que estava passando por ali.
- Por favor - disse o motorista -, acho que me perdi. Poderia me indicar o caminho?
- Claro - disse a pessoa na esquina.
- Aonde quer chegar?
- Não sei - respondeu o motorista.
- Bem, senhor - retrucou a pessoa que estava tentando ajudar -, primeiro tem de me dizer aonde quer ir, depois eu lhe digo como chegar lá. Se sua vida está sem direcção, é por­que você não determinou uma direcção para ela. Se não teve grandes realizações, é porque não sabe o que está querendo realizar. Se sua vida parece sem sentido, é porque você não está dando um sentido a ela. Isso nos leva ao
Princípio n1 : A vida não tem sentido.
Princípio 1A vida não tem sentido... e este é o maior presente de Deus. Isso pode ser um choque para todos aqueles que pensam que a vida tem um sentido e que é nosso dever encontrá-lo, para depois, de alguma forma, em algum momento, começar a viver de acordo com ele. Essa revelação também pode ser chocante para aqueles que pensam que já descobriram a razão da existência e que estão vivendo em sintonia com ela. (A maioria das pessoas que estão nessa categoria não "descobriu" realmente o sentido da vida: elas simplesmente acreditaram no que alguém lhes disse). Mas o fato é que não há um sentido. Se tivesse, quem nos diria qual é? Deus? Mas por que Deus criaria um propósito específico para a vida e depois nos faria procurar por ele durante tanto tempo? Você pode dizer que Deus não nos faz procurar, que Ele já teria, inclusive, nos dado a resposta. Mas por que Ele não respondeu de uma forma que todos nós compreendêssemos? Por que não facilitou as coisas, apontando o cami­nho que devemos seguir para encontrar esse sentido do da vida? Deus não nos daria esse trabalho todo, porque Ele sabe que a vida não tem sentido. E este é o maior presente de Deus. Pense sobre isso. É exactamente porque Deus não anunciou seu propósito que a vida é um livro aberto. Um livro que nós devemos escrever. Nós é que devemos decidir qual será o nosso propósito. Se Deus tivesse escolhido uma razão para nossa vida aqui na Terra, Ele nos teria dito qual era. Ele não permitiria que passássemos anos, décadas, séculos, procurando pela resposta. Se quiser, você pode continuar acreditando que Deus anunciou o propósito da vida. Mas por que ninguém sabe qual é? Está bem, alguns sabem. Quer dizer, pensam que sabem e acham que o resto do mundo é que não compreende. Na verdade, essa é a posição tomada pelas maiores religiões do mundo! Elas acreditam saber qual é o sentido da vida. Há até mesmo religiões que dizem ser o propósito da vida, e tudo o que temos a fazer é seguir seus dogmas para sermos salvos. Ou então podemos ser mandados directo para o fogo do inferno. Isso não seria tão sério se não hou­vesse centenas de religiões proclamando essencialmente a mesma coisa. Se Deus realmente tivesse estabelecido um propósito para a vida e quisesse que ele fosse conhecido por todos, você con­corda que Ele teria escolhido uma forma bastante simples de anunciá-lo? A interminável discussão sobre esse assunto se deve ao facto de que não há um sentido específico para a vida. Simplesmente porque Deus deseja que cada um de nós crie seu próprio sentido. Se Ele já tivesse criado um, teria nos tirado a maior oportunidade e a melhor ferramenta que temos para realizarmos a função da vida. Embora a vida não tenha um propósito, ela tem uma função. Propósito e função são coisas bem diferentes. Um carro funciona por com­bustão com o propósito de levar as pes­soas de um lugar para outro. Um forno de microondas funciona fazendo as moléculas do alimento vibrarem rapi­damente, e seu propósito é aquecer a comida. A vida funciona de uma maneira particular, mas não com um propósito predeterminado. Foi por isso que Deus criou como função da vida a determinação de um propósito. Em outras palavras: A função de sua vida é criar um senti­do para ela. Ao fazer isso, você dá origem ao seu eu. Você decide quem e o que você realmente é - e quem você vai ser daí para a frente. Deus está constantemente criando e recriando a Si Mesmo. Está a cada mo­mento decidindo o que Deus será a seguir. Esta é a Sua mais estimulante função. (Na verdade, é a única função de Deus.) Isso é pura criação. Deus não designou um sentido para a vida. Ele está esperando que você o faça. Assim o passo 1 é declarar o que é a vida para você. Qual o propósito da sua vida ? Aqui esta a parte ardilosa.... você não deve procurar a resposta em nenhum lugar. Sente-se e descubra sozinho. Não deve perguntar a si mesmo.....diga a si mesmo. A maior dificuldade não em encontrar o propósito da vida, mas em acreditar que você sabe qual é. A função da sua vida é responder à pergunta sobre o propósito da sua vida, e a resposta que você der, seja qual for, será sempre a certa. SIM, Deus deu a você toda essa autoridade SIM , Deus deu a você toda essa liberdade.
Neale Donald Walsch

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home