3.05.2008

Uma Mente Livre è Humilde!


Uma Mente Livre É Humilde
Alguma vez se debruçaram sobre a questão da dependência psicológica? Se a observarem muito profundamente, descobrirão que a maior parte de nós se encontra terrivelmente só. A maioria de nós não sabe o que é o amor. Assim, devido a essa solidão, devido a essa insuficiência, à privação da vida, apegamo-nos a algo, apegamo-nos à família; dependemos dela. E quando a mulher ou o marido desviam de nós a sua atenção, ficamos enciumados. O ciúme não é amor; mas o amor que a sociedade atribui à família está investido de respeitabilidade. Essa é outra forma de defesa, outra forma de figirmos de nós mesmos. Portanto, qualquer forma de resistência alimenta a dependência. E uma mente que é dependente nunca poderá ser livre.
Vocês precisam de ser livres, porque assim poderão observar que uma mente que é livre contém a essência da humildade. Uma tal mente, que é livre e, portanto, humilde, pode aprender - o que não acontece com uma mente que tem resitências. Aprender é uma coisa extraordinária - aprender, não acumular conhecimento. Acumular conhecimento é algo completamente diferente. Aquilo a que chamamos conhecimento é relativamente fácil, porque se inscreve no movimento que parte do conhecido para o conhecido. Mas aprender é um movimento que parte do conhecido para o desconhecido - só assim podem aprender, não é verdade?

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home